quinta-feira, 6 de março de 2008

BRASÍLIA CAPITAL DOS QUADRÚPEDES

Carteira de Identidade para cavalos

O governo do Distrito Federal está tirando carteira de identidade de 2 mil cavalos que transitam em Brasília. É a segunda etapa de um processo de regulamentação dos veículos de tração animal. A primeira foi emplacar as carroças. O RG de cavalo é um chip que contém uma identificação. É do tamanho de um grão de arroz, e fica inserido sob a pela do pescoço do animal. Serve para evitar maus tratos, fiscalizar vacinações e inibir ladrões de cavalos. O Detran e policiais irão monitorar, com leitores parecidos com os de código de barras. Alguém deve estar ganhando uma boa grana com essa idéia.

[Revista VEJA]



Um comentário:

por LOURDES SPRENGER, Apoiadora da Causa Animal disse...

O governo do Distrito Federal ao invés da retirada das carroças e o remanejamento da mão-de-obra para outras atividades, está documentando com carteira de identidade 2 mil cavalos que transitam em Brasília.É importante identificar animais para que seja cumprida a Guarda Responsável, mas incluir Veículos de Tração Animal numa cidade como Brasília é o atraso de uma administração e a oficialização dos maus-tratos aos cavalos.
O programa se apresenta primeiro pelo emplacamento das carroças e o RG de cavalo é um chip que contém uma identificação. Aqui em Porto Alegre temos Projeto de Lei para a retirada das carroças e o fim dos maus-tratos aos animais. E a mão-de-obra remanejada para outras profissões.Onde estão os políticos de Brasília para defender os animais?
Lourdes Sprenger