segunda-feira, 17 de março de 2008

ONGs fazem mutirão para castrar cães e gatos de rua

Flávio Costa
Militantes das Ongs Célula-Mãe e Animal Vival promoveram, ontem pela manhã, um mutirão para castrar cães e gatos numa clínica veterinária de Vilas do Atlântico. Desde novembro, as duas entidades conseguiram esterilizar cerca de 320 animais domésticos _ a maioria pertencente a pessoas de baixa renda, que não teriam condições de pagar pela cirurgia.

Nas contas da diretora da Célula Mãe, Janaína Rios, cerca de 79 mil cães e gatos perambulam em situação de risco pelas ruas de Salvador e cidades da região metropolitana. Rios critica o Centro de Controle de Zoonoses de Salvador (CCZ) por não implementar uma política de controle populacional desses animais. Numa única gestação, uma cadela pode dar à luz a até 12 filhotes.
Todos os nove bichos que foram esterilizados ontem pertencem a moradores do bairro carente de Vida Nova, em Lauro de Freitas. Se fossem pagar pelo serviço, eles teriam que desembolsar, pelo menos, R$200.
As duas Ongs conseguem dinheiro para operações através de doações e da colaboração de veterinários que cobram apenas o custo. “No caso dos machos, nós retiramos os testículos. Nas fêmeas, as trompas e os ovários. A recuperação dura cerca de 12 dias”, explica a veterinária Sandra Balbuena. Ela informa ainda que, a partir dos seis meses de idade, os bichos já podem ser castrados.
“Com uma política de castração, podemos impedir também os casos de maus-tratos a filhotes, que são cada vez mais freqüentes”, explica Rios. Mutirões já foram realizados nos bairros de Cajazeiras, Cosme de Farias, Itinga e na Ilha de Itaparica. Ela critica ainda o fato da polícia não estar preparada para investigar ocorrências de abuso de animais domésticos. “Os agentes não conhecem a Lei de Crimes Ambientais”.

Um comentário:

Cristine Meneses disse...

Urgente!!
Sou coordenadora da Vig Epidemiologica do municipio de Novo Horizonte/BA e temos um problema grande de animais na rua, os donos soltam seus animais e não recolhem, ja tentamos de tudo, inclusivo parceria com a Promotoria e não obtivemos sucesso, estamos classificados como MODERADO em Leishmaniose, sempre é necessário a eutanásoa de cães com calazar e precisamos de uma luz para castrarmos todos os animais encontrados na rua ja que seus donos acham lindo que seus cães cruzem e tenham m,uitos filhotes perdidos por ai. `Seria cômico se não fosse tragico, mas se cão pagasse pensão por suas crias os daqui estariam falidos. Aguardo um contato de ajuda, muito obrigada, Cristine Meneses, meu email é svsaude_nh@yahoo.com.br (vig. epod) e meneses2004@hotmail.com (pessoal).