sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Cavalo vítima de maus tratos em Passo Fundo


Na tarde de ontem, uma cena lamentável envolvendo um cavalo de carroça, foi presenciada por quem passava pela rua Morom esquina com a rua XV de Novembro.


Um cavalo de pequeno porte não agüentando o peso da carroça que tracionava, cheia de lenha, caiu em plena rua. Populares que passavam pelo local se sensibilizaram com o sofrimento do animal e acionaram a Secretaria do meio Ambiente. O dono do animal ao se deparar com a fiscalização tentou fugir com o animal, mas foi interceptado pela equipe na rua General Osório esquina com a Sete de Setembro. O animal foi apreendido e encaminhado ao hospital veterinário da UPF, para atendimento médico explica a presidente do Capa Zulma Marques.

A carroça também foi apreendida e o dono do animal vai responder por maus tratos.

A pergunta que fazemos é até quando esses animais que são os maiores companheiros dos gaúchos, vão continuar sendo tratados como escravos?
http://capapf.blogspot.com/2009/10/cavalo-vitima-de-maus-tratos-em-passo.html

Um comentário:

Letícia disse...

É difícil de acreditar que ainda exitem pessoas que não são capazes de fazer uma maldade de tamanha proporção.

Cavalos não servem apenas para transportar pessoas e cargas, da mesma forma que cães e gatos não servem apenas para brincar. Não adianta apenas querer tê-los.Assim como nós, eles também são seres humanos e sofrem da mesma maneira.

O tempo que levará para esses animais deixarem de ser tratados como escravos não sei, mas ao menos essas pessoas deveriam saber cuidar, acolher, dar a atenção que necessitam e o respeito que eles merecem.

Assim, proponho outra pergunta: Será que as punições previstas na lei são realmente eficazes ?